Referência de 10 MHz – Saiba para que serve e como evitar que ela tire do ar seu Uplink

Atualizado: 1 de abr.

Você já deve ter visto, que alguns equipamentos ou precisam de uma referência externa, ou já possuem uma referência interna, mas você sabe para que serve, quando ela é utilizada?


Todos os equipamentos que possuem Oscilador Local Sintetizado (PLL), ou seja, que tenham circuitos de conversão de frequência, para que o oscilador local se mantenha estável e “locado” (Quando dizemos que o oscilador está locado, significa que ele está fixo em uma frequência determinada de operação. Se ele estiver fixo, porém fora desta determinada frequência ele se encontra fora de lock).

Então o sinal de 10MHz serve como a referência para o circuito do Oscilador local sintetizado, muitas vezes um circuito de oscilador local que não possui uma referência, o sinal do oscilador local não fica estável e fica variando a sua frequência, porém quando colocado um sinal de referência de 10MHz, o oscilador local fica fixo em sua frequência determinada.

Quais equipamentos utilizam a referência de 10MHz?


Como já dissemos todos os equipamentos que possuem conversão de frequência sintetizada necessitam de uma referência que pode ser interna ou externa, alguns exemplos são: moduladores, up converters, hpas com buc, entre outros.


A referência de 10MHz pode tirar meu sinal do ar?


Sim, a referência de 10MHz pode impactar seu sinal de duas maneiras:


1- A ausência do 10MHz: Em equipamentos que precisam da referência de 10MHz a falta desta referência pode, acionar algum alarme de falta de referência no equipamento que iniba a transmissão do sinal, ou até mesmo em alguns casos você consegue transmitir o sinal, aparece no espectro, e aparece normalmente para o operador de satélite, porém você não consegue abrir o sinal no receptor porque com a variação do oscilador local ele fica mudando de frequência, muitas vezes não é possível sintonizar o canal, e caso consiga, você pode ter um C/N (Relação Sinal Ruído) estável, porém um BER (Bit Error Rate) com uma alta taxa de erros.


2- Excesso de 10 MHz: As vezes você não sabe que o equipamento já possui a referência de 10MHz interna, e injeta uma referência de 10MHz externa, isto gera um conflito no equipamento, porque ele recebe as duas referências, e faz com que o circuito do oscilador local não fique locado, pois ele possui duas referências. Da mesma forma que quando não possui uma referência, você consegue subir o sinal, para o operador de satélite esta tudo ok, porém o ruído de fase do sinal fica muito alto, e você terá muita dificuldade de abrir o canal no receptor, por isso é muito importante saber se seu equipamento possui ou não referência externa.


Como saber se meu equipamento possui referência de 10MHz?


Consulte o fabricante, e o representante com as informações de modelo e número de série de seu equipamento, já que em alguns casos, a referência de 10MHz é um item opcional. Verifique também o manual do equipamento.

358 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo